Artigo



Dados vol. 57 n. 2 Rio de Janeiro abr./jun. 2014

Repertórios de interação estado-sociedade em um estado heterogêneo: a experiência na Era Lula

Abers, Rebecca - Serafim, Lizandra - Tatagiba, Luciana

Resumo

Este artigo analisa a combinação de rotinas de interação do Estado com os movimentos sociais na construção de políticas públicas durante o governo Lula em três setores de políticas: desenvolvimento agrário, política urbana e segurança pública. O argumento central é que, em um contexto caracterizado por uma permeabilidade inédita do Estado, movimentos sociais e atores estatais experimentaram criativamente padrões históricos de interação Estado-sociedade. Sob o mote da "participação da sociedade civil", movimentos sociais e atores estatais recorreram a um repertório de interação diversificado, que incluiu a participação institucional, protestos, ocupação de cargos na burocracia pública e relações personalizadas, com ênfase variada a depender dos padrões pretéritos de relação Estado-sociedade em cada setor.

Palavras-chave: repertórios de interação; movimentos sociais; participação; governo Lula; políticas públicas.

DOI: 10.1590/0011-5258201411

Texto completo