Artigo



Dados vol. 58 n. 1 Rio de Janeiro jan./mar. 2015

A Macrodinâmica Social Brasileira: Mudanças, Continuidades e Desafios

Condé, Eduardo Salomão - Fonseca, Francisco

Resumo

Procura-se neste artigo retratar o Brasil contemporâneo a partir de dados agregados sobre trabalho, emprego, renda, pobreza e desigualdade, buscando estabelecer a evolução recente de sua macrodinâmica social. Para tanto, analisa-se o papel do aumento exponencial do emprego; da redução do desemprego e da informalidade; da valorização real do salário mínimo e do aumento da média salarial; do fortalecimento da Previdência Social e dos programas sociais; e do recuo da extrema pobreza. Tais dados denotam comparativamente que, enquanto o governo Cardoso voltou-se ao investimento privado, restrição monetária e fiscal e reformas a um Estado menor (um dos sentidos de “moderno”), no governo Lula da Silva houve outra perspectiva de “modernização”: o reforço da capacidade estatal por “autonomia inserida”. Conclui-se que o desafio “modernizador” permanece voltado à redistribuição da riqueza, à criação do Estado de Bem-Estar efetivo e à inserção soberana no cenário internacional.

Palavras-chave: trabalho; r enda; d esigu a ldade; p olítica s ocial; desenvolvimento.

DOI: 10.1590/00115258201541

Texto completo