“Lei de cotas raciais só vale até ano que vem: frente lança abaixo-assinado para manutenção”, matéria com Luiz Augusto Campos

O professor do IESP-UERJ Luiz Augusto Campos, coordenador do Grupo de Estudos Multidisciplinares da Ação Afirmativa (GEMAA), colaborou com a matéria de Ana Carolina Diniz para o blog da jornalista Miriam Leitão, do Jornal O Globo. O texto trata da revisão da Lei de Cotas, marcada para o próximo ano, e do movimento pela manutenção das cotas raciais no ensino superior brasileiro.

 

Para Campos, o cenário caótico da educação na pandemia vai prejudicar os alunos dos grupos mais desfavorecidos, mas tal cenário seria muito pior sem as cotas:
– Nessa conjectura, as universidades públicas seriam totalmente dominadas por estudantes previamente privilegiados por um ensino básico privado pago. Assim, as ações afirmativas sociais e raciais funcionarão provavelmente como mitigadoras das desigualdades aprofundadas pela pandemia.

 

Leia a matéria completa na página d’O Globo.

Comments are closed.