“CPI e o presidencialismo de coalizão”, artigo de Fabiano Santos

O professor de Ciência Política do IESP-UERJ Fabiano Santos, coordenador do Núcleo de Estudos sobre o Congresso (NECON) e do Observatório Legislativo Brasileiro (OLB), publicou na coluna A Cara da Democracia, do UOL, artigo de opinião a respeito do papel da Comissão Parlamentar de Inquérito voltada para a gestão da pandemia de COVID-19 no Brasil, e de suas responsabilidades.

 

Como responde o Congresso? Na Câmara, Bolsonaro parece ter encontrado parceiro à altura para a presidência da Mesa Diretora. O mesmo não se aplica ao Senado. Aqui não apenas a CPI recebe o mínimo de assinaturas necessárias, como também é preenchida majoritariamente por parlamentares independentes e oposicionistas. Além disso, a despeito de tentativas agressivas do governo de influenciar suas primeiras decisões, a comissão elege para presidente e indica relator parlamentares claramente dispostos em responsabilizar os culpados diretos pelo estado de coisas no qual nos encontramos.

 

Leia a íntegra do texto na página do UOL.

Comments are closed.