Artigo



Dados vol. 58 n. 1 Rio de Janeiro jan./mar. 2015

Ativismo Homossexual Indígena: Uma Análise Comparativa entre Brasil e América do Norte

Fernandes, Estevão Rafael

Resumo

A partir da comparação entre Brasil e América do Norte (principalmente Estados Unidos, mas também, em menor medida, Canadá) este artigo busca compreender a formação e a mobilização do ativismo homossexual indígena nesses dois contextos. O presente trabalho baseou-se em levantamento bibliográfico, entrevistas e trabalho de campo desenvolvido entre junho de 2012 e agosto de 2014. Ao longo do texto será apresentado o percurso recente que levou os Estados Unidos à consolidação do movimento two-spirit, em contraposição à invisibilidade do tema no Brasil. Conclui-se isso se deveu a um conjunto de fatores que fizeram com que os movimentos homossexuais indígenas nos Estados Unidos criassem uma identidade pan-indígena na qual a homossexualidade figura como discurso tradicionalista, religioso e anticolonial, enquanto no Brasil ocorreu o oposto, já que a homossexualidade indígena é vista como “perda” cultural.

Palavras-chave: homossexualidade; movimentos indígenas; gênero; two-spirit; etnologia; teoria queer.

DOI: 10.1590/00115258201544

Texto completo