Artigo



Dados vol. 58 n. 1 Rio de Janeiro jan./mar. 2015

A Família Homoparental na Ficção Televisiva: As Práticas Narrativas do Brasil e da Espanha como Relatos das Novas Representações Afetivo-Amorosas

Mesquita, Aline Martins - Pavia, Carme Ferré

Resumo

Este artigo analisa o tratamento da família homoparental nas televisões do Brasil e Espanha. Destaca-se a interdisciplinaridade entre família, sociedade e ficção através de um recorte das obras Hospital Central (Telecinco, 2000-2012) e Páginas da Vida (Rede Globo, 2006-2007), com análise, em ambos os casos, de atributos de uma família homoparental de cada, e análise textual de conteúdo. Foi aplicada também técnica de suporte metodológico por meio de questionários com coletivos homossexuais dos dois países, a fim de obter dados sobre consumo e percepção. Os resultados encontrados ratificam a representação articulada entre desejo e tradição nas relações, e a tendência das obras de evitar o estereótipo homossexual. Observa-se a prática narrativa atrevida da série espanhola e o tratamento aprofundado de um casal formado por duas mulheres, à diferença da novela brasileira, em que o amor entre dois homens apresentou restrição na abordagem afetivo-amorosa e paterno-filial. Finalmente, detectam-se elementos para uma nova linha de estudo internacional: a família homoparental na televisão.

Palavras-chave: família gay e lésbica; relações paterno-filiais; televisão e mudança social; prática narrativa em televisão; homossexualidade e ficção.

DOI: 10.1590/00115258201543

Texto completo