Artigo



Dados vol. 58 n. 1 Rio de Janeiro jan./mar. 2015

Classe Social e Deslocamentos de Renda no Brasil

Santos, José Alcides Figueiredo

Resumo

O presente artigo identifica e examina os principais deslocamentos de renda entre as posições de classe que se deram no Brasil entre 1992 e 2011. Foram conjugadas medidas de diferenças observadas e de diferenças ajustadas por regressão quantílica. A subordinação da distribuição da renda ao ordenamento de classe da sociedade brasileira manteve-se claramente definida. No período pós-2002 diminui a diferença de renda entre o topo privilegiado e a base destituída tanto em termos absolutos quanto relativos. As perdas de renda mais pronunciadas estiveram vinculadas às credenciais das posições de especialistas. As vantagens de classe das dimensões de propriedade e autoridade da estrutura social mostraram-se mais persistentes. Outrossim, a composição e as vantagens dos grupos privilegiados tornaram-se mais dependentes do controle e do emprego de insumos educacionais que perderam valor.

Palavras-chave: classe social; desigualdade de renda; sociedade brasileira; regressão quantílica.

DOI: 10.1590/00115258201539

Texto completo